A viagem de menores
A saída do país de menores nacionais bem como a entrada e saída de menores estrangeiros residentes legais é regulada pelo Decreto-Lei 138/2006, de 26 julho (artigo 23º da Lei dos Passaportes) e pela Lei 23/2007 de 4 de julho (artigo 31º da Lei de Estrangeiros), com as alterações introduzidas pela Lei nº 29/2012, de 9 de agosto.
De acordo com a legislação em vigor no território nacional, os menores nacionais e os menores estrangeiros residentes legais em Portugal que pretendam ausentar-se do país e viajem desacompanhados de ambos os progenitores, deverão exibir uma autorização de saída emitida por quem exerça a responsabilidade parental, legalmente certificada.
Para simplificar a obtenção deste documento a Ordem dos Solicitadores e dos Agentes de Execução desenvolveu um procedimento célere, mas com elevado rigor.
Como fazer?
Pode conseguir a autorização de duas formas:
Contacte diretamente um solicitador. Se não conhece um solicitador procure aqui...
Preencha previamente os dados necessários à emissão da autorização de saída de menor e, após o preenchimento deverá contactar um solicitador, a fim de agendar dia e hora para assinatura do documento. Deverá fazer-se acompanhar dos documentos e do número do pedido.
Atenção 
Antes de preencher o formulário tenha os seguintes elementos/documentos:
1. Cartão de cidadão ou passaporte do menor;
2. Cartão de cidadão/passaporte de ambos os progenitores, ou do "progenitor" com a guarda da criança ou do tutor*
3. Moradas e contactos telefónicos (em Portugal e no destino)
* Nestes casos deve ainda ter a certidão do assento de nascimento do menor, emitida há menos de 3 meses
Qual é o custo de obtenção da autorização?
O custo pela obtenção é unicamente o devido pelo reconhecimento presencial da assinatura, cuja fixação é legalmente livre. No entanto, os solicitadores que aderiram ao presente sistema integrado de emissão de autorização da saída de menor não podem cobrar mais do que 15,00 Euros (acresce IVA à taxa em vigor).
Qual o objetivo deste serviço?
A segurança dos menores é uma matéria de extrema importância. Numa sociedade globalizada e tendo, sobretudo em conta a realidade portuguesa e a sua significativa comunidade emigrante, na qual muitasfamílias se encontram afastadas, a circulação dos menores é uma realidade.
A Ordem dos Solicitadores e dos Agentes de Execução entendeu necessário desenvolver um modelo de autorização de saída de menor mais evoluído, que não só torne mais simples para as entidades fiscalizadoras confirmar a legalidade da autorização, como também passe a incluir na autorização um conjunto de elementos que se podem vir a mostrar de elevada relevância, tais como os contactos telefónicos de familiares, problemas de saúde do menor, etc.
A utilização deste serviço é obrigatória?
Não. A autorização de viagem de menor não está sujeita à forma aqui desenvolvida pela Ordem dos Solicitadores e dos Agentes de Execução.
Os pais podem fazer uma declaração normal, com reconhecimento presencial de assinaturas.
Silk UI Framework Simulation Device
Resize the window to preview the page in target devices.
Open the settings to change the simulation device options.
Clique para listar as tarefas